Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

fix_encontro-gospel
No comando: ENCONTRO GOSPEL

Das 06:00 as 06:59

acordar-e-a-melhor-razao-para-ser-feliz-bom-dia-3mepj-cxl
No comando: BOM DIA CONNECT

Das 07:00 as 08:59

No comando: BARRA ON LINE

Das 07:00 as 09:00

top-30
No comando: TOP 30

Das 09:00 as 11:00

fix_pagonejo-200-x-200
No comando: PAGONEJO

Das 11:10 as 13:00

fix_120-minutos-200
No comando: 120 MINUTOS

Das 12:00 as 13:59

No comando: A TARDE E NOSSA

Das 14:00 as 15:59

fix_amnesia-200-x-200
No comando: AMINESIA

Das 14:00 as 16:00

No comando: FORROBREGANDO

Das 15:00 as 17:00

fix_top-20-sertanejo-200-x-200
No comando: TOP 20 SERTANEJO

Das 16:30 as 18:00

fix_pop-music-200
No comando: POP MUSIC

Das 18:00 as 19:59

“Negão”, de acordo com a polícia, foi decapitado após ter matado um jovem durante uma festa na cidade.

Compartilhe:
negao-decapitado-em-tutoia-1

Em um caso de linchamento, um homem identificado pela alcunha de “Negão” morreu na madrugada desta quarta-feira (4) no Povoado Bom Gosto, no município de Tutoia, localizado no norte do Maranhão. De acordo com informações repassadas por fontes policiais da região, ele matou um rapaz a tiros e as pessoas presenciaram o crime o degolaram, enfiando a sua cabeça em uma estaca.

Segundo o delegado Rubem Sérgio, da Delegacia de Tutoia, tudo começou depois de uma briga após a chegada de um veículo Saveiro com um “paredão”, cujo som alto disputava com o barulho das músicas que tocavam em um bar onde estavam “Negão”, que também é conhecido como “Melque” ou “Esqui”; Paulo Víctor Cardoso Pinto, de 24 anos, e outras pessoas, curtindo uma festa no local, com muita bebida alcoólica sendo oferecida aos consumidores.

Durante a confusão, “Melque” sacou uma arma de fogo e atirou em Paulo Víctor, que morreu no próprio bar. Enquanto isso, ainda em clima tenso, “Negão” correu e se escondeu, mas a população o procurou e o encontrou, espancando-o. Depois, decapitaram o suspeito e deixaram a cabeça na estaca, em uma cena comum em filmes de terror. Por fim, como o delegado Rubem descreveu, o grupo incendiou o corpo de “Esqui”.

Matéria Completa em:Nelson Melo / Jornal Pequeno/maranhaonews

Deixe seu comentário:

elzir calçados

elzir calçados

super gas braz

super gas braz

MARANHÃO

MARANHÃO